Etiene sobe ao pódio no segundo dia do GP de Orlando

5 de março de 2016

ResultadosNenhum comentário em Etiene sobe ao pódio no segundo dia do GP de Orlando

Ao contrário de ontem, em que tivemos 4 medalhas brasileiras, hoje apenas um nadador subiu ao pódio, ou melhor, nadadora. Etiene Medeiros foi bronze nos 100 costas, conquistando a primeira medalha feminina para o Brasil nesta edição do GP.

Seu tempo foi quase 2 segundos pior que sua melhor marca feita no Pan, terminando em terceiro para 1’01”4. Missy Franklin foi a campeã, única abaixo do minuto com 59”80. A canadense Dominique Bouchard ficou entre as duas, com a prata para 1’00”70.

O Brasil teve ainda alguns quase pódios. A exemplo do casal Manuella Lyrio e Marcos Ferrari. Manu nos 400 livre terminou em quinto, mas em compensação a apenas 15 centésimos da prata em uma chegada bastante acirrada que teve Lotte Friis ganhando fácil para 4’09”63 e um bolo de 4 nadadoras disputando as demais medalhas. Lindsay Vrooman ficou com a prata com 4’11”18, Allison Schmitt com o bronze com 4’11”25, Hannah Cox terminou em quarto com 4’11”32 e por fim a brasileira com 4’11”33, excelente tempo em meio de temporada, por sinal.

Ferrari terminou em quarto nos 200 borboleta, 32 centésimos fora do pódio, com 2’00”44, que teve o vencedor Chase Kalisz com vitória confortável com 1’57”93.

Nos 50 livre masculino, prova com grandes chances de medalha brasileira com a presença de Bruno Fratus e Cesar Cielo, quem chegou mais próximo foi Ítalo Manzine, que terminou em quarto por apenas 3 centésimos com 22”28. Quem se sobressaiu com um dos melhores resultados da noite foi Nathan Adrian com 21”70, único abaixo dos 22. Recordista mundial em jardas, Caeleb Dressel, terminou com a prata com 22”06. Cielo acabou em sexto com 22”47. Fratus nadou a final B e repetiu seu tempo das eliminatórias com 22”72, bem acima de sua média em competições de meio de temporada.

As melhores performances do dia vieram na prova dos 200 peito. A vitória de Yulia Efimova nos 200 peito a põe na vice-liderança do ranking mundial com seus 2’21”41, em mais de 4 segundos de vantagem sobre a segunda colocada na prova. No masculino, Josh Prenot venceu com excelentes 2’09”50, quarto melhor tempo do ano e mais de 2 segundos de vantagem sobre os demais na final.

 

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »