Fabio Santi cada vez mais perto do índice olímpico

31 de março de 2016

ResultadosNenhum comentário em Fabio Santi cada vez mais perto do índice olímpico

Em um dia mais equilibrado, o Brasil saiu com três ouros, todos em provas individuais masculinas. A Argentina também terminou o dia com três ouros, dois vindos de provas femininas e um do revezamento misto.

A primeira vitória brasileira do dia veio com Raphael Rodrigues nos 50 peito com 27”97, em uma prova bem equilibrada que teve o uruguaio Martin Melconian com 28”01 e o colombiano Jorge Mario Valdes com 28”04.

Raphael Rodrigues. Campeonato Sul-americano de natacao, realizado no Centro Aquatico Nacional de Assuncao, 31 de marco de 2016, Assuncao, Paraguai. Foto: Satiro Sodré/ SSPress/CBDA

Raphael Rodrigues Foto: Satiro Sodré/ SSPress/CBDA

Nos 200 costas, Leonardo de Deus, que já fez índice olímpico na prova no Open em dezembro, ficou de fora do pódio, terminando na quarta posição com 2’01”43. Ainda sim, a vitória foi brasileira com Fabio Santi sendo o único abaixo dos 2 minutos com bons 1’59”47, poucos centésimos pior que sua melhor marca feita no Open. O nadador do Pinheiros é bastante cotado a alcançar a vaga olímpica daqui poucas semanas. Completaram o pódio o colombiano Omar Pinzón, recordista sul-americano da prova e que foi pego no doping em 2012 por uso de cocaína, com 2’00”03. O paraguaio Matias Lopez completou o pódio com 2’00”13.

Nas mesmas provas, no feminino, um bom domínio das argentinas que estão praticamente todas polidas para a competição: Macareno Ceballos, repetindo a vitória de ontem nos 100, levou os 50 peito com 31”93, seguida de sua compatriota Julia Sebastian com 32”13. A melhor brasileira foi Pamela Alencar, que terminou em quinto com 33”64.

No costas, a vencedora foi Andrea Berrino com 2’13”47, que levou o ouro com tranquilidade em cima da colombiana Carolina Colorado com 2’15”03 e da outra argentina Florencia Perotti com 2’15”30 (essa última a única argentina que só estará polida no Maria Lenk). Natalia de Luccas ficou a poucos centésimos do pódio, em quarto com 2’15”41.

As melhores provas do dia partiram dos 400 livre. No feminino, teve a venezuelana Andreina Pinto vencendo com 4’07”17, tempo bem próximo ao seu recorde sul-americano de 4’06”06. Andreina ontem baixou os 2 minutos nos 200 livre e já era de se esperar ótimos resultados nos 400. Também podemos esperar um bom tempo da venezuelana nos 800 livre. Manuella Lyrio ganhou a única medalha individual feminina para o Brasil de hoje com seus 4’10”62, também excelente tempo para o momento. Bruna Primati, a outra brasileira, terminou na quinta posição com 4’15”10, próxima a sua melhor marca pessoal.

A prova masculina também teve um excelente nível, com Luis Altamir Melo vencendo para 3’51”33, seguido de perto pelo argentino Martin Naidich com 3’52”23 e o venezuelano Christian Quintero, um centésimo atrás para 3’52”24. Giovanny Lima terminou em sexto com 3’56”69.

Luiz Altamir. Campeonato Sul-americano de natacao, realizado no Centro Aquatico Nacional de Assuncao, 31 de marco de 2016, Assuncao, Paraguai. Foto: Satiro Sodré/ SSPress/CBDA

Luiz Altamir. Foto: Satiro Sodré/ SSPress/CBDA

A competição acabou com o revezamento 4×100 medley misto, com vitória argentina. O Brasil foi desclassificado, após ter terminado na segunda posição. Os hermanos ficaram com o ouro com 3’52”31, com destaque para a parcial de Federico Gabrich de 48”25. O Paraguai herdou a prata e a Venezuela o bronze.

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »