Finkel – Finais Dia 1 (Tempo Real)

1 de setembro de 2014

Resultados, Troféu José Finkel 2014Nenhum comentário em Finkel – Finais Dia 1 (Tempo Real)

Nas eliminatórias, os destaques foram João de Lucca, Guilherme Guido e Etiene Medeiros, que já fizeram índice para o Mundial de Doha logo de cara (essa última com recorde sulamericano!) Vagas só serão definidas após as finais de daqui a pouco.

Fique ligado aqui nesse mesmo link, pois iremos atualizar prova a prova sobre os resultados dos finalistas.

O aquecimento já está acabando:

IMG-20140901-WA0030

COBERTURA EM TEMPO REAL:

100 MEDLEY FEMININO
Recorde Sulamericano e Brasileiro – 1’00”66 (Fabiola Molina – 2009)
Recorde de Campeonato – 1’01”38 (Evelyn Verraszto – 2010)
Índice para Doha – 59”68
A prova tornou-se uma incógnita, sem as principais velocistas brasileiras disputando a prova. Estava tão indefinido que as posições da manhã mudaram completamente à tarde. A vencedora foi a jovem pernambucana Clarissa Rodrigues com 1’04”79, seguida da pinheirense Suzan Oro com 1’05”76 e Camila Mello do Minas com 1’05”99.

100 MEDLEY MASCULINO
Recorde Sulamericano e Brasileiro – 52”25 (Thiago Pereira – 2012)
Recorde de Campeonato – 52”25 (Thiago Pereira – 2012)
Índice para Doha – 53”14
Dois índices dos dois Thiagos!! Thiago Pereira foi o melhor com 52”45, muito próximo de seu recorde sulamericano. Thiago Simon fez o índice por pouco e terminou em segundo com 53”07. São os dois primeiros garantidos em Doha! E mais um Thiago completou o pódio! Thiago Sickert ficou como bronze com 54”86.

200 LIVRE FEMININO
Recorde Sulamericano e Brasileiro – 1’56”43 (Tatiana Lemos – 2009)
Recorde de Campeonato – 1’53”36 (Femke Heemskerk – 2014)
Índice para Doha – 1’56”09
A holandesa Femke Heemskerk era a favorita de longe ao ouro da prova. Não é à toa que bateu o recorde sulamericano nas eliminatórias (cedendo os pontos para o Minas). Agora na final, dominou novamente baixando ainda mais o recorde de campeonato com 1’52”46. A melhor brasileira foi Larissa Martins ficando a apenas meio segundo do índice e um décimo do recorde sulamericano com 1’56”54. A prata brasileira ficou com Jessica Cavalheiro com 1’56”74 e o bronze com Manuella Lyrio com 1’56”99. Boa evolução dessa prova. As três estão classificadas para Doha pelo revezamento, junto com a quarta integrante Julia Volkmann, que fez 1’59”11.

200 LIVRE MASCULINO
Recorde Sulamericano e Brasileiro – 1’42”01 (Nicolas Nilo – 2009)
Recorde de Campeonato – 1’42”01 (Nicolas Nilo – 2009)
Índice para Doha – 1’44”84
João De Lucca
repetiu o índice e garantiu sua vaga para Doha com 1’43”43, apesar de ter ido melhor nas eliminatórias. Quem também garantiu a vaga individual foi Nicolas Nilo com 1’43”74. Gustavo Godoy ficou com o bronze com 1’45”39 e Gabriel Ogawa foi o quarto tempo com 1’45”99 e também garantem-se para o Munial de Doha para o revezamento.

100 COSTAS FEMININO
Recorde Sulamericano e Brasileiro – 57”53 (Etiene Medeiros – 2014)
Recorde de Campeonato – 57”53 (Etiene Medeiros – 2014)
Índice para Doha – 58”14
A vitória era praticamente certa para Etiene Medeiros e confirmou o favoritismo com 57”76, um pouco pior que pela manhã, mas garantindo a vaga para Doha. Com a prata, empate entre Natalia de Luccas e argentina Andrea Berrino com 1’00”15, quase baixando o minuto. Thalandra Borges completou o pódio brasileiro com 1’01”10.

100 COSTAS MASCULINO
Recorde Sulamericano e Brasileiro – 49”63 (Guilherme Guido – 2009)
Recorde de Campeonato – 50”46 (Guilherme Guido – 2010)
Índice para Doha – 51”08
Guilherme Guido
ficou a apenas 4 centésimos de seu próprio recorde de campeonato nas eliminatórias. Agora à tarde melhorou 1 centésimo da manhã com 50”49 e está classificado para Doha. Henrique Handa e Fabio Santi deram a tripladinha para o Pinheiros com 51”81 e 52”40.

1500 LIVRE FEMININO
Recorde Sulamericano – 15’51”44 (Kristel Kobrich – 2010)
Recorde Brasileiro – 16’09”04 (Poliana Okimoto – 2010)

Recorde de Campeonato – 15’51”44 (Kristel Kobrich – 2010)
Índice para Doha – —
Bruna Primati
fez um tempão pela manhã com 16’23”35 e ficou só “torcendo contra” a estrangeira Samantha Arevalos que nadou toda a prova com parciais bem parecidas. No fim, a equatoriana levou a melhor com um forte final de prova com 16’13”35, melhor marca pessoal. Primati ficou com o segundo tempo, mas por ser a melhor brasileira, levou o ouro. Depois de uma bela briga entre as nadadoras do Corinthians pela prata brasileira, Amanda Delgado fez 16’33”59, errando as contas e nadando 50 a mais. Jessica Moretti chegou em seguida com 16’34”97, mas quem levou o bronze foi Carolina Bilich que também nadou pela manhã com 16’34”89.

Resultados completos aqui.

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »