Jogos da Juventude: Dia 3 (Mais uma prata brasileira!)

11 de outubro de 2018

Buenos Aires 2018, ResultadosNenhum comentário em Jogos da Juventude: Dia 3 (Mais uma prata brasileira!)

Terceiro dia de competição, tivemos algumas quedas n’água brasileiras, uma delas resultando em mais um pódio. O revezamento 4×100 livre masculino foi responsável pela segunda medalha da natação na competição, novamente conquistando o segundo lugar.

Antes disso, Andre Calvelo e Lucas Peixoto disputaram as semifinais dos 50 livre, com um excelente tempo de Andre, classificando-se na quinta posição para a final de amanhça com 22”71 e Lucas terminando na 11ª posição, muito próximo de nadar na casa dos 22 segundos, com 23”02. O melhor tempo das semifinais foi do russo Danill Markov com 22”30.

Ambos brasileiros foram integrantes do revezamento 4×100 livre masculino, medalhista ao final da etapa. Junto com Murilo Sartori, especialista em meia distância e Vitor Pinheiro, nadador de peito, o Brasil terminou com a medalha de prata, atrás apenas do forte quarteto russo, que venceu com 3’18”11. Com destaque para Kliment Kolesnikov abrindo para 48”04.

A prova foi final direta, sem eliminatórias, seguem parciais:

Atletas Parciais
Murilo Sartori 50”55
Lucas Peixoto 49”70
Andre Calvelo 48”87
Vitor Pinheiro 51”87
TOTAL 3’20”99

Ainda nas eliminatórias, ainda tivemos alguns brasileiros na água que não passaram para a próxima fase: Ana Carolina Vieira, que terminou em 32ª nos 100 peito (prova que não é sua especialidade) com 1’12”57. E Fernanda Goeij e Maria Pessanha nos 200 costas, terminando respectivamente na 11ª e 12ª posições, com 2’15”21 e 2’15”93.

Além dos resultados brasileiros, tivemos alguns destaques nas finais, como a zebra nos 100 borboleta masculino, em que Kristof Milak não levou o ouro. O húngaro era favoritíssimo ao título, não só por ser recordista mundial junior, mas por ter levado a prata no Mundial absoluto ano passado, atrás apenas de Caeleb Dressel, que nadou para o melhor tempo da história sem trajes. Kristof nadou mais do que um segundo pior que sua prata do Mundial de Budapeste e acabou também com a prata agora em Buenos Aires, com 51”50. O vencedor foi o russo Andrei Minakov com 51”12.

E destaque também para o excelente resultado da tcheca Barbora Seemanova, levando os 100 livre para 54”19.

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »