Mulheres se destacam na seletiva canadense, nem Cochrane pra salvar

12 de abril de 2016

ResultadosNenhum comentário em Mulheres se destacam na seletiva canadense, nem Cochrane pra salvar

Um dos principais destaques da competição, Penny Oleksiak, continuou brilhando nos últimos dois dias de seletiva canadense. No penúltimo dia, venceu os 100 livre com 53”31, novo recorde canadense e sexto melhor tempo do ano. Detalhe: ela tem apenas 15 anos de idade.

Aliás, nesses últimos dois dias, os destaques foram praticamente todos no feminino. A seleção feminina canadense está bastante fortalecida e pode surpreender no Rio.

A atual campeã panamericana da prova Chantal Vanlandeghem ficou em segundo com 53”91. Em compensação, nos 50 livre, Chantal venceu com 24”63, sétimo melhor tempo do ano, mas ainda 3 décimos de seu recorde nacional de 24”39.

Outro destaque no feminino, Brittany McLean, que bateu o recorde nacional tanto nos 400 quanto nos 200 livre, venceu os 800 com 8’21”40, terceiro melhor tempo do ano em 2016. Nos 200 costas, Hillary Caldwell venceu com o quarto melhor tempo do ano: 2’07”96. Apesar de forte, esse tempo está a mais de um segundo de seu recorde nacional de 2’06”80.

Nem Ryan Cochrane pra salvar o masculino na seletiva canadense. O medalhista olímpico, assim como aconteceu no Panamericano, não deve estar 100% para seletiva, por sua superioridade. Apesar de fraco (para seus padrões) o tempo dos 1500 de 15’00”75, venceu com mais de 20 segundos de vantagem a seletiva e se garante para sua principal prova, em que possui duas medalhas olímpicas.

Em breve, será divulgada oficialmente a seleção canadense para as Olimpíadas, enquanto isso você pode acompanhar aqui toda a cobertura da competição.

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »