vlad morozov

O melhor da seletiva russa: Morozov, Rylov e Ustinova são destaques

23 de abril de 2016

ResultadosNenhum comentário em O melhor da seletiva russa: Morozov, Rylov e Ustinova são destaques

Simultaneamente com o Troféu Maria Lenk, aconteceu a seletiva russa em Moscou, que acabou nesse sábado após 8 etapas de competição.

Os critérios de convocação eram simples, bastava nadar abaixo do índice estipulado pela Federação Russa, que era um pouco mais forte que o índice A definido pela FINA. A seleção russa ainda vai ser oficialmente divulgada, mas durante a competição, foram 22 nadadores que conseguiram atingir a marca e se classificar entre os dois primeiros. Além destes, ainda devem ser adicionados nomes para completarem revezamentos e a maior dúvida que permanece é a presença de Yulia Efimova, que foi pega (novamente) no doping e ainda não se sabe sobre sua punição.

Dos resultados da competição, destaque para Daria Ustinova nas provas de costas, vencendo os 100 costas com 59”78 e os 200 costas com impressionantes 2’06”92, nessa última terceiro melhor tempo do mundo esse ano.

No masculino, o destaque foi Evgeny Rylov também nas provas de costas, que bateu o recorde europeu nos 200 costas com 1’54”21, segundo melhor tempo do ano. Rylov foi medalha de bronze nessa prova em Kazan, além de um dos destaques das Olimpíadas Junior em Nanjing. E ainda levou os 100 com 53”04, sexto melhor tempo do mundo em 2016.

Outros atletas que ficaram muito bem posicionados no ranking mundial foram Viktoria Andreeva nos 200 medley, que venceu facilmente a prova com 2’09”56, segundo melhor tempo de 2016, atrás apenas da húngara Katinka Hosszu; e Alexandr Sadovnikov nos 100 borboleta, quinto melhor tempo do ano com 51”50.

Uma das principais estrelas russas, além de Efimova, Vladimir Morozov classificou-se em suas duas principais provas, ambas com o primeiro tempo: nos 100 livre, seus 48”09 é o nono melhor tempo do ano e nos 50 livre, venceu com 22”01, apesar de já ter feito 21”69 nas semifinais e 21”75 nas eliminatórias. O tempo da semi é o quarto melhor tempo do ano até o momento.

Assista à prova dos 100:

Nas provas de peito masculina, o recordista mundial junior tanto dos 100 quanto dos 200 Anton Chupkov conseguiu classificar-se na prova dos 200 peito com 2’09”91, nono melhor tempo do ano. Isso, após ter empatado em segundo nos 100 peito com 59”94 e ficado de fora da prova com o critério de desempate. Os classificados do 100 foram Vsevolod Zanko com 59”72 e Kirill Prigoda com os mesmos 59”94.

Com os resultados de Rylov no costas, Zanko no peito, Sadovnikov no borbo e Morozov no livre, o revezamento 4×100 medley masculino pode entrar na briga por uma medalha. Está em um nível muito parecido com o revezamento brasileiro no momento. Em Kazan, eles terminaram em quinto e o Brasil não pegou final.

Além de Efimova, uma possível ausência é Danila Izotov, o medalhista olímpico se for para o Rio será apenas pelo revezamento 4×200 livre.

Nos 100 peito feminino, nenhuma nadadora fez tempo abaixo do índice, o que pode facilitar a classificação de Efimova, caso não haja uma longa suspensão. Em compensasão, nos 200 peito, prova em que é medalhista olímpica, duas nadadoras fizeram abaixo do índice: Sofia Andreeva com 2’25”08 e Daria Chikunova com 2’25”41, tempos bem acima do 2’19”41 de Efimova.

Confira aqui os resultados completos da seletiva russa.

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »