O melhor do Campeonato Paulista

12 de novembro de 2015

Resultados1 comentário em O melhor do Campeonato Paulista

Se vocês me permitirem três dias de atraso, irei fazer um resumo sobre o Campeonato Paulista de sexta, sábado e domingo passado, que aconteceu na piscina da Unisanta, em Santos. Dentre tantos outros estaduais que ocorreram nesse final de semana, pude estar presente no Paulista Junior e Sênior e testemunhar excelentes resultados.

A primeira prova que me vem a mente é o 200 livre feminino Sênior. Com a presença de três integrantes do revezamento recordista sul-americano, já imagina-se o nível da prova. Manuella Lyrio e Larissa Martins, que tem revezado a liderança e o recorde individual da prova nos últimos campeonatos, fizeram um duelo incrível, onde Manuella venceu com 1’59”29, seu melhor tempo em meio de temporada e Larissa ficou em segundo, também abaixo dos dois minutos com 1’59”61.

Ainda tivemos na prova o bom resultado de Aline Rodrigues, bronze com 2’02”83 e Jessica Cavalheiro terminando em quarto com 2’04”81.

Manuella com esse tempo, inclusive, levou o melhor índice técnico da competição no feminino.

Memorável também o desempenho de Joanna Maranhão, que dessa vez não fez nenhuma maratona, mas compensou em qualidade. Nos 400 medley, venceu com 4’45”09, tempo que deixou a nadadora bem surpresa pro período de treino. Ainda levou os 200 medley com 2’16”55, os 800 livre com 8’41”37 (passando para 4’23”90 e voltando para 4’17”47) em mais uma bela disputa com Manuella Lyrio que fez sua melhor marca pessoal com 8’43”58, também voltando abaixo de 4’20”. E por fim, levou os 200 borboleta com 2’14”73. Com as quatro vitórias e mais uns recordes de campeonato, Joanna levou tranquilamente o Troféu de Melhor Eficiência no feminino.

Fato interessante é que o tempo dos 400 medley de Joanna Maranhão subiria em todos os três pódios masculinos do campeonato e ainda venceria a categoria Junior I…

Ainda sobre Manuella, a nadadora venceu também os 400 livre com 4’14”45.

Larissa Martins levou os 100 livre com 55”66. Etiene Medeiros não nadou nenhuma prova de costas, mas venceu os 50 livre com 25”63, ficou em segundo nos 100 livre com 56”17 e ainda levou os 100 borboleta com 1’00”96.

Também destaco os 100 peito de Ana Carla Carvalho, batendo o recorde de campeonato com 1’10”06.

No masculino, bons resultados principalmente na categoria Junior, com Giovanny Lima levando os 200 livre com 1’50”50, Pedro Spajari nos 100 livre com 49”79, Matheus Santana e Gabriel Santos nos 50 livre com 22”82 e 22”84, respectivamente.

No Senior, Fabio Santi foi um dos destaques, levando os 200 costas com bons 2’00”81. Nicholas Santos venceu os 50 borboleta com impressionantes 23”55. E por fim, tivemos também o recorde intergalático nos 50 costas masculino no Junior I:

IMG_20151108_100002450

Placar deu erro durante a prova e nadadores tiveram que nadar novamente

Brincadeiras à parte, para falar dos que levaram os troféus de melhor índice técnico e melhor eficiência, não foge muito dos nomes que já citei acima. Em suma:

JUNIOR I
Feminino
Melhor Índice Técnico – Luisa Braga (800 livre – 9’12”29 – 840 pontos)
Melhor Eficiência – Luisa Braga (45 pontos – 3 ouros, 1 bronze)
Masculino
Melhor Índice Técnico – Felipe Ribeiro (100 livre – 50”47 – 900 pontos)
Melhor Eficiência – Guilherme da Costa (4 ouros, 1 recorde de campeonato)

JUNIOR II
Feminino
Melhor Índice Técnico – Sabrina Jacob (100 livre – 56”75 – 896 pontos)
Melhor Eficiência – Bruna Primati (3 ouros, 1 recorde de campeonato, 1 bronze)
Masculino
Melhor Índice Técnico – Pedro Spajari (100 livre – 49”79 – 921 pontos)
Melhor Eficiência – Vitor Guaraldo (3 ouros, 2 recordes de campeonato, um 6º lugar)

SÊNIOR
Feminino
Melhor Índice Técnico – Manuella Lyrio (200 livre – 1’59”29 – 946 pontos)
Melhor Eficiência – Joanna Maranhão (4 ouros, 3 recordes de campeonato)
Masculino
Melhor Índice Técnico – Nicholas dos Santos (50 borboleta – 23”55 – 938 pontos)
Melhor Eficiência – Nicholas dos Santos (3 ouros, 1 recorde de campeonato, 1 prata)

Fora o episódio do placar, como sempre, a organização do Campeonato Paulista foi impecável. A FAP sabe fazer um evento de qualidade, que cumpre o cronograma de horários, com medalhas sempre muito bonitas, arbitragem em sua maioria bem treinada.

Só é uma pena que sinto que cada vez mais, principalmente na categoria Sênior, as provas estão com poucos participantes, em sua maioria sem completar uma série com 8 nadadores. A equipe do Corinthians, aliás, fez falta nessa edição, que não participou por falta de verba.

Posts relacionados

Um comentário em "O melhor do Campeonato Paulista"

  1. Eu considero a piscina da Unisanta a segunda melhor piscina do estado de São Paulo (atrás apenas da do Pinheiros), e tenho certeza que os Paulistas Júnior e Sênior da FAP mostraram que os eventos são bem organizados. E tenho certeza que ano que vem algum Brasileiro vá parar no Santa. Tive a honra de cobrir mais este Paulista e mais uma vez saí satisfeito com o alto nível.
    A lamentar apenas a locutora, que me deu saudades do Rodolfo Carneiro e da Fernanda… Mas vamos dar desconto, ela é novata.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »