Seis ouros brasileiros no penúltimo dia do Sula

2 de abril de 2016

ResultadosNenhum comentário em Seis ouros brasileiros no penúltimo dia do Sula

Hoje foi sem dúvidas o melhor dia para o Brasil, levando em consideração principalmente a quantidade de ouros: 6. Uma herdada pela desclassificação da Argentina no 4×200 masculino.

O Brasil teve ótimos resultados no feminino, subindo ao pódio em todas as provas. Teve, aliás, duas dobradinhas: uma nos 100 livre com Etiene Medeiros e Manuella Lyrio e uma nos 50 borboleta com Daiene Dias e Daynara de Paula. Nos 100, Etiene nadou mais uma vez em 2016 abaixo dos 55 segundos, mostrando a consistência e boa fase da nadadora, principalmente nas provas de crawl. Seu tempo foi de 54”83, seguida de perto por Manu com 55”07, sua melhor marca pessoal.

Etiene Medeiros. Campeonato Sul-americano de natacao, realizado no Centro Aquatico Nacional de Assuncao, 02 de abril de 2016, Assuncao, Paraguai. Foto: Satiro Sodré/ SSPress/CBDA

Foto: Satiro Sodré/ SSPress/CBDA

Nos 50 borboleta, as brasileiras foram as únicas abaixo dos 27 segundos, com Daiene levando para 26”53 e Daynara com a prata pata 26”68.

Nas mesmas provas, mas no masculino, quem diria, nenhum brasileiro no pódio. 50 borboleta e 100 livre são duas das provas mais tradicionais da natação masculina brasileira, mas a Argentina foi quem fez a festa com Federico Gabrich levando os 100 para 49”59 e Santiago Grassi levando os 50 borbo para 24”03. Pedro Spajari terminou em 4º nos 100 livre com 50”12 e Alan Vitória em quinto com 50”29, apesar do último ter nadado para 49” em abertura de revezamento por duas vezes na competição. No borboleta, o único brasileiro presente na final foi Henrique Rodrigues, terminando em sexto com 24”66.

Pra compensar, nas duas outras provas individuais masculinas, vitória brasileira com Guilherme Guido levando os 50 costas com 25”19 (Fabio Santi também subiu ao pódio, em terceiro, com 25”85) e Brandonn Pierry levando os 400 medley com o bom tempo de 4’17”78 (Icaro Pereira terminou em quarto com 4’28”75.

Guilherme Guido. Campeonato Sul-americano de natacao, realizado no Centro Aquatico Nacional de Assuncao, 02 de abril de 2016, Assuncao, Paraguai. Foto: Satiro Sodré/ SSPress/CBDA

Foto: Satiro Sodré/ SSPress/CBDA

Nessas duas provas, no feminino, o Brasil levou a prata. Etiene Medeiros, que havia acabado de nadar os 100 livre, caiu em seguida para sua especialidade: os 50 costas, mas acabou ficando a 6 centésimos do ouro com 28”17. Andrea Berrino foi a vencedora com 28”11. Ainda tivemos Ana Giulia Zortea empatada em terceiro com 28”98. Nos 400 medley, Joanna Maranhão fez uma boa prova para 4’43”31, mas teve novamente Virginia Bardach na frente com 4’42”62, melhor marca pessoal da argentina. Bruna Primati terminou em quarto na prova com 4’53”04.

Nos revezamentos, vitória brasileira nos dois 4×200. No feminino, excelente tempo das brasileiras vencendo para 8’04”29. Joanna Maranhão abriu o revezamento para 2’00”65, logo em seguida da prova dos 400 medley, Jessica Bruin para 2’00”69, Bruna Primati para 2’03”19 e Manuella Lyrio fechou para 1’59”76.

No masculino, a Argentina bateu na frente, mas foi desclassificada. O Brasil herdou o ouro com Giovanny Lima para 1’50”53, Leo de Deus 1’50”85, Brandonn Pierry 1’53”66 e Luiz Altamir fechando para 1’49”38, somando 7’24”42.

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »