Seletiva australiana: O 100 costas mais forte do mundo | Yes Swim
100cs

Seletiva australiana: O 100 costas mais forte do mundo

9 de abril de 2016

ResultadosNenhum comentário em Seletiva australiana: O 100 costas mais forte do mundo

Incrível a força do 100 costas australiano. No terceiro dia de finais da seletiva olímpica do país, tivemos nada menos que cinco nadadoras abaixo do 1’00 na prova. O primeiro lugar ficou com Emily Seebohm, campeã mundial e favorita ao ouro no Rio, com 58”73, melhor tempo do mundo este ano, nadando duas vezes para 58”em dois dias; a prata foi para Madison Wilson, vice-campeã mundial, com 59”26. Minha Atherton, de 15 anos, fez 59”59, ficou em terceiro, e sem vaga para o Rio – esse é o nível do costas australiano.

Screen Shot 2016-04-09 at 1.17.03 PM

No masculino, Mitch Larkin, campeão mundial do 100 e 200 costas, nadou para 52”54, um pouco acima do fortíssimo 52”48 que fez ontem na semifinal, melhor marca da temporada. É também um dos favoritos ao ouro no Rio. O segundo lugar ficou com Joshua Beaver, com 53”77, acima do índice australiano de 53”39.

 

Na muito esperada final do 200 livre masculino, Thomas Fraser-Holmes e Cameron McEvoy empataram em 1’45”63, segundo melhor tempo do mundo em 2016. Se tem uma ocasião em que empatar em primeiro não faz diferença, é na seletiva olímpica. Os dois classificaram para o Rio, onde vão com chances reais de disputar medalha. David McKeon e Daniel Smith, com 1’46”61 e 1’46”87, ficaram em terceiro e quarto lugar e devem ir ao Rio para o revezamento 4×200 livre.

200lv

E no 100 peito feminino, Georgia Bohl e Taylor McKeown se classificaram pela primeira para as Olimpíadas, com 1’06”12 e 1’06”68, terceiro e nono melhor tempo do mundo este ano. Em uma única frase postada no instagram, Georgia resumiu bem o sentimento da classificação inédita: “Eu estou sonhando?”

Am I dreaming 😍

A photo posted by @georgiabohl on

 

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »